segunda-feira, 21 de março de 2011

O problema é geral!

A situação a educação brasileira está cada vez mais próxima do fim do poço (se é que tem um fim este poço!). No estado de São Paulo as coisas não andam tão melhores do que por cá. Em menos de 30 dias letivos, já houve 10% de abandono da profissão pelos professores recém-nomeados. Veja notícia no site da Folha.Com:

PS: O Cristo Redentor está na imagem como sinal de esperança em dias melhores. Vestido de Flamengo, sem comentários desnecessários. 

sábado, 19 de março de 2011

SINPROESEMMA desmente Governo.

Em nota oficial divulgada no site do SINPROESEMMA a diretoria sindical desmente a argumentação mentirosa do Governo do Estado de que a greve foi deflagrada sem atender às exigências da legislação.

Além do mais, reforça a nota a ideia de que, além de mentiroso, este Governo gasta muito para tentar fazer da sua versão a verdade da situação.

É inadmissível considerarmos que a decisão do desembargador tenha sido resultado de um erro induzido pela Procuradoria do Estado. O que é de causar espanto, mas não estranheza, é o Judiciário, que tem o poder e o dever de investigar, tomar decisões sem fazê-lo.
Que se induza ao erro um desembargador, mas não toda a sociedade maranhense. Veja o outro lado no site do SINPROESEMMA: http://www.sinproesemma.org.br/

quarta-feira, 16 de março de 2011

Greve dos professores do Estado do Maranhão

A greve dos professores da rede estadual do Maranhão está no VC Repórter no portal Terra.

Passeata dos professores em greve no Maranhão.

Passeata em defesa do Estatuto do Magistério.
José Rogério de Pinho Andrade.


Professores da rede estadual de educação do Maranhão estão em greve desde o dia 1º de março. Em pauta estão 21 reivindicações que dizem respeito a questões salariais, à implementação e cumprimento imediato do Estatuto do Magistério, à qualidade da educação e das condições de trabalho, etc.


Na tarde de ontem (15.03.2011) os professores realizaram uma passeata pelas ruas de São Luís em direção à Secretaria Estadual de Educação na esperança de se reestabelecer o diálogo com o Governo, o que não aconteceu, pois a secretária não os recebeu.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Greve dos professores da rede pública do Estado do Maranhão.




Greve geral e por tempo indeterminado.
José Rogério de Pinho Andrade.

Os professores e demais servidores da rede pública estadual do Maranhão estão em greve geral e por tempo indeterminado desde o dia 01 de março. Na pauta de reivindicações constam 21 itens que traduzem a luta por uma melhor qualidade de ensino. A mídia local dominante não fala no assunto e, quando o faz, traz apenas a versão oficial do governo.


Nós vivemos em uma democracia e nela tanto se fala e se luta por liberdade de imprensa. Penso que além disto é preciso também falar e lutar por uma imprensa livre, que não esteja atrelada aos interesses apenas daqueles que governam ou daqueles que detém o poder econômico. Entendo que a imprensa pode servir ao governo, mas é preciso que o governo sirva ao povo, afinal, os serviços de comunicação no Brasil, em especial os meios televisivos e radiofônicos, são públicos e, como tal, devem a ele servir.

Como professor (em greve) conclamo a todos para que possam conhecer também a versão dos professores. Assim, acompanhemos o movimento na rua e na web. Este é o link do site do SINPROESEMMA: http://www.sinproesemma.org.br/